Fora de Foco!

Artigo exibido: 3541 vezes

“Esqueceu-Se Deus de ser compassivo? ... e eu digo: Isto é a minha enfermidade; acaso se mudou a destra (mão direita) do Altíssimo?” (Sl 77:9-10)

Todos sabemos como o foco é importante, principalmente quando se trata de tirar fotografias. A paisagem pode ser linda, mas a foto pode ser distorcida, escondendo a beleza que realmente existe. Geralmente fazemos uma revisão da nossa vida passada e a comparamos com nossa vida atual. Freqüentemente erramos em nossa visão. O maior quebra-cabeça é olhar para trás com respeito à nossa vida: as perplexidades, novas formas de tentação, lamento, angústia e agonia. Quem pode explicar tudo isso? Nosso propósito é ajudar aqueles que encaram a vida passada e a presente como sendo sem significado, principalmente a presente. Creio que as respostas está no texto acima citado: “ Os anos da Mão Direita do Altíssimo.”


Salmo de Asafe
Este Salmo foi escrito por Asafe e pode ser dividido em duas partes: vs. 1 a 10 e 11 a 20. A primeira parte é totalmente diferente da segunda. A pessoa é a mesma mas o foco está ajustado! Na primeira parte o EGO aparece assim: meu (9 vezes), me (1), minha (2) e eu (10) = 22 vezes. O nome de Deus e Seus pronomes aparecem 11 vezes: Deus (4), Senhor (2), Tu (1), Ele (2) e Seu (2).

A verdadeira condição do coração não é revelada por nossa conversa comum, mas pelas palavras desmedidas que saem dos nossos lábios. Assim aconteceu com Asafe, no profundo lamento que invadiu seu coração. Observe o contraste: o Ego (22 vezes) e Deus (11); o Ego é o dobro.


Foco Ajustado
Os vs. 1 a 9 descrevem uma angústia sem cura; buscou o Senhor e não foi confortado; a lembrança de Deus não lhe trouxe paz; a queixa não traz alivio; atribui sua insônia a Deus. Depois se voltou para suas experiências passadas e mesmo assim não encontrou conforto. Aqui temos uma foto das coisas reais, só que fora de foco. Ele examina sua tristeza ficando no meio dela; vê a amargura da vida e recorda os dias felizes do passado, tornando os dias atuais miseráveis. A tristeza o esmaga e na escuridão de sua condição atual, ele imagina que Deus o esqueceu: “Esqueceu-Se Deus de ser compassivo? ” Repentinamente as lentes são ajustadas: “Eu digo: Isto é minha enfermidade.” No original se lê: “Eu digo: Isto é minha enfermidade: os anos da Mão Direita do Altíssimo.” Observe que a segunda parte do Salmo tem a mesma paisagem em foco, mas o Ego só aparece 3 vezes. Deus, todavia, aparece 24 vezes: Jeová, ou Senhor (1), Teu (11), Deus (5), Tu (4), Ti (2) e Tua (1). Na primeira parte Deus é reconhecido, reverenciado, mas o homem está esmagado pelo sentimento do Ego e amargura presente. Na segunda parte a referência ao Ego é de 1 para 8 alusões a Deus! Asafe, pelo Espírito de Deus, ajusta as lentes e vê sua vida através do foco correto!


Os Anos da Mão Direita do Altíssimo
Não são os anos de Deus, pois Ele não tem anos. São os anos de Asafe, as porções medidas da experiência. Que anos são esses? Os anos da Mão Direita do Altíssimo. Os anos que são moldados e organizados por Esta Mão! Nada na vida do Salmista está fora da Mão de Deus! Está é a figura aqui usada.

O que era a Mão Direita de Deus no pensamento dos Hebreus?
“À Sua Mão Direita havia para eles fogo da Lei” (Dt 33:2) – Mão de Lei, de Arranjo;
“De retidão está cheia a Tua Mão Direita” (Sl 48:10) – Mão de Retidão;
“Salvador dos que à Sua Mão Direita se refugiam” (Sl 17:7) – Mão de Salvação;
“Força salvadora da Sua Mão Direita” (Sl 20:6) – Mão da Força;
“A Mão Direita do Senhor... faz proezas” (Sl 118:16) – Mão de Ação;
“Sua Mão Direita me abrace” (Ct 2:6) – Mão de amor cuidadoso e terno;
“A tua Mão Direita há delicias perpetuamente” (Sl 16:11) – Mão de prazer celestial.

Lei e justiça, salvação e força, ação e amor e a satisfação plena para toda necessidade humana! O Salmista diz: os anos da minha vida são condicionados por tudo que acima foi mencionado, com respeito à Mão Direita do Altíssimo!!!


Qual a Diferença?
A consciência do Ego é esmagada pela consciência de Deus. Um dos métodos mais ternos, compassivo e confortadores de Deus é a demonstração do Seu poder esmagador e da Sua majestade! É Assim que Deus Se aproxima dos corações feridos e quebrados? Foi assim que aconteceu com Jó. Deus lhe apareceu manifestando Sua glória. Jó estava no pó, mas o poder e a majestade do Altíssimo trouxeram a cura que ele tanto precisava. Assim foi com Asafe.

Asafe se coloca face a face com esta revelação de poder e seu espírito quebrado e suas feridas são esquecidas; glória excelente e que cura o tira da consciência do seu Ego. Jó foi curado quando orava por seus amigos. Uma visão diferente da vida pode trazer cura para nossas feridas. O que exclamamos quando olhamos para trás? “Rejeitará o Senhor para sempre e não tornará a ser favorável?” (v. 7). Temos palavras no coração que não ousamos dizer ao marido ou esposa, pais e filhos e aos irmãos na igreja. Seriam palavras blasfemas para eles! Mas Deus as entende; não tente ocultá-las dEle! As palavras do Salmista não são afirmações; são interrogações. É o clamor de um espírito ferido, abatido e quebrantado, quase em desespero por causa dos fatos estranhos da vida.


Podemos ver os Anos e a Mão do Altíssimo
Mas podemos ver algo melhor: os anos da Mão Direita do Altíssimo. Podemos olhar as mesmas coisas e captar a luz e o vislumbre do amanhecer. Estas coisas fazem parte da lei abrasadora do Senhor; dentro dela está a alegria que permanece. Hoje podemos ver apenas os anos sem vermos a Mão. Mas ela está lá. O Dr. G. C. Morgan perdeu o pai e perdeu a filhinha; catástrofes? Acidentes? Ele disse: Tais palavras não existem no dicionário da fé! O pacto de Deus é estranho e é realizado através do ainda mais complicado ministério da dor. Que o Senhor nos ensine esta lição em meio ao sofrimento e tristeza: ficar quietos esperando nEle. Toda as nossas aflições; tristezas e desapontamentos estão nas Mãos dEle. A iluminação dessas coisas e a glória delas!!! Nós cremos! Que Deus nos ajude em nossa incredulidade!

Autor: G.C. Morgan
Tradução: Delcio Meireles


Saiba mais...
Fora de Foco!
Porque Deus Permite o Sofrimento
Você Tem a Graça