A Importância da Fé

Artigo exibido: 5362 vezes

Leitura: "Vindo, porém, a plenitude do tempo, Deus enviou Seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para resgatar os que estavam sob a lei, a fim de que recebêssemos a adoção de filhos" (Gálatas 4.4, 5).

"De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus" (Romanos 10.17 - RC).

"De fato, sem fé é impossível  agradar a Deus" (Hebreus 11.6).

"E, porque vós sois filhos, enviou Deus ao nosso coração o Espírito de Seu Filho, que clama: Aba, Pai!" (Gálatas 4.6).

"Mas o Consolador, o Espírito Santo, a Quem o Pai enviará em Meu nome, Esse vos ensinará todas as cousas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito" (João 14.26).

“Quando vier, porém, o Espírito da verdade, Ele vos guiará a toda a verdade" (João 16.13).

No dia de hoje, sinto, profundamente, a necessidade de pregar-lhes uma mensagem especial a respeito da importância da fé. "Sem fé é impossível agradar a Deus", declara Hebreus 11.6. Sabemos que o mais importante, na vida de um cristão, é ser agradável a Deus. Contudo, o cristão não pode agradar a Deus sem fé. Por que a fé é tão importante? Se fôssemos entrar em um acordo a res­peito da palavra "fé", descobriríamos que toda a graça que Deus dá aos homens é concedida pela fé. A fé é tão essencial, que Deus não concederá graça por nenhum outro motivo. Por que muitas pessoas pare­cem ser bastante obedientes e dispostas a fazer o bem. mas não recebem muito da graça divina? Precisamos observar que, no plano de redenção traçado por Deus existem quatro princípios básicos:

1. A obra de Cristo. O primeiro passo é termos a ­redenção consumada por Cristo. Por meio da morte e a ressurreição, Jesus efetuou a obra de redenção por nós.

2. A Palavra de Deus. Por Sua Palavra, Deus nos diz o que fez por nós, homens. A Palavra de Deus divulga as boas-novas concernentes à obra consumada por Cristo.

3 . Os homens crêem na Palavra de Deus. Cremos na Palavra de Deus e não na obra de Cristo. A obra de Jesus satisfez o coração de Deus, pois Ele realizou o que Deus havia planejado. Confiamos na obra de Cristo, mas cremos na Palavra de Deus, porquanto, sem ela, não podemos colocar nossa confiança na obra de Cristo. Sem a Palavra de Deus, não temos conhecimento da obra de Cristo. Por isso, crer na Palavra de Deus é confiar na obra de Cristo.

4. O Espírito Santo opera nos crentes a obra consumada de Cristo. Quando a Bíblia menciona o Espírito Santo, enfatiza a comunhão do Espírito, pois é Ele quem canaliza a obra consumada por Cristo até nós e nos conduz à verdade divina. Verdade é realidade, ou seja, realidade espiritual. A concepção bíblica de verdade é dividida em duas partes:
(a) a verdade aponta para Cristo e para o que Ele realizou, pois diz Ele: "Eu sou a verdade" (Jo 14.6);
(b) a verdade aponta para a Palavra de Deus pois Cristo também declara: "a Tua [de Deus] palavra é a verdade" (17.17). O Espírito Santo é o Espírito da verdade. É Ele quem faz com que entremos na presença de Cristo e participemos de tudo o que Cristo realizou por nós. Além disso, é Ele quem torna a Palavra de Deus verdadeira em nossa vida.

Sendo este o plano de redenção traçado por Deus, ninguém pode receber nada sem fé. Embora Cristo tenha consumado todas as coisas, e a Palavra de Deus tenha testificado disso, o Espírito Santo nada poderá fazer, e nós não receberemos nada se não crermos.

O quanto a obra de Cristo engloba? Há certo tempo, quando algumas irmãs foram batizadas, falei-lhes a respeito das riquezas existentes em Cristo. Santificação, perfeição, fim da condenação, libertação do pecado, santidade, prazer de Deus e assim por diante - tudo isso foi obtido por Cristo. Quando Ele morreu, você também morreu Nele. Quando Ele ressuscitou, você também foi ressuscitado Nele. Quando Jesus ascendeu aos céus, você também ascendeu Nele. Você não precisa mais morrer, pois Cristo já morreu em seu lugar. É possível que as pessoas lhe digam - quando você estiver fraco espiritual ou moralmente - que você precise morrer e, a partir de então, não pecará mais. No entanto, a Palavra de Deus lhe diz que, aproximadamente 2000 anos atrás, você já morreu. Cristo já fez por você o que você mesmo é incapaz de fazer por conta própria.

Nenhum pecador é capaz de ser salvo pelas obras que pratica. Um dia, ele compreenderá que a salvação é a base da obra de Cristo e, então, entrará no descanso. Nos dias atuais, muitos cristãos vivem em um dilema: parecem ser incapazes de morrer. Hoje, eles são maus e, amanhã, continuam a mesma coisa. Não importa quanto se esforcem para serem bons, pois tudo será em vão. Ah! Deixe-me dizer que, se você escuta alguém aconselhá-lo a fazer algo por conta própria, trata-se de uma crença errônea, pois a Bíblia afirma explicitamente isto: "Nele [em Cristo], também fostes circuncidados, não por intermédio de mãos, mas no despojamento do corpo da carne, que é a circuncisão de Cristo" (Cl 2.11). Tudo é feito por nós por Cristo. Esse é Seu trabalho. Devemos reconhecer o que foi feito Nele.

O que o Senhor Jesus realizou deve fazer-nos ser perfeitos Nele. O Espírito Santo conduz para nosso interior tudo o que está em Cristo. Jesus não apenas morreu, mas também ressuscitou. Quando Cristo morreu, nós também morremos; quando foi ressuscitado, também fomos ressuscitados; quando ascendeu, também ascendemos. A herança que temos Nele é, na verdade, muito superior ao que esperamos e imaginamos.

Quando lemos a Bíblia, precisamos tomar nota do seguinte ponto: será que vamos obter o que está em Cristo ou será que já o obtivemos? Certa vez, eu disse a um irmão para que lesse o sexto capítulo de Romanos e descobrisse quanto ele deveria fazer e quanto já tinha obtido com relação à morte e à ressurreição. Ele respondeu que deveria morrer e ser ressuscitado. Assegurei-lhe que minha Bíblia não dizia o mesmo, pois Romanos 6, na minha Bíblia, afirma que ele já havia morrido e sido ressuscitado, e, portanto, tudo o que precisava fazer era consagrar-se a Deus.

Neste mundo, as pessoas falam sobre morte e ressurreição, mas não possuem base para o cumprimento de ambas. Agradecemos a Deus, pois Cristo já realizou tudo. Todavia, como poderíamos crer se a Bíblia, a Palavra de Deus, não dissesse que Cristo já havia morrido e sido ressuscitado? Com base nas Escrituras Sagradas, passamos a ter conhecimento do que Cristo realizou. Por essa razão, cremos na Palavra de Deus e não na obra de Cristo. Como poderíamos crer se nossos olhos não testemunhassem a morte de Cristo? Cremos, pois a Palavra de Deus nos conta todas as coisas. Deus ordenou que Seus servos escrevessem tudo o que Cristo fez ao morrer e ser ressuscitado dos mortos por nós. Isso nos provê o fundamento para crermos.

O mais essencial é crer na Palavra de Deus. "Quem crê no Filho", diz a Escritura Sagrada, "tem a vida eterna" (Jo 3.36). Quando a Bíblia menciona as expressões: "crer em Mim", "crer em Meu Nome" e outras similares, devemos crer em quê? Será que crer no Senhor Jesus não significa crer em Sua obra? "De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus" (Rm 10.17 - RC). Se não houvesse Palavra, em que poderíamos crer? A Palavra de Deus traz, para perto de nós, o que está muito distante. Se não guardamos a Palavra de Deus, não cremos. Sem ela, nossa fé não tem fundamento, mas é simplesmente psicológica.

Qual é a diferença entre fé e psicologia? Psicologia é fazer com que alguém creia naquilo que não é dito, enquanto a fé consiste em crer no que foi dito. Ninguém, por exemplo, convidou-me para jantar hoje à noite, mas eu digo crer que o Sr. Fulano me convidou para jantar. Isso não passa do agir psicológico, pois o Sr. Fulano não fez o convite. Porém, se alguém me disser que, de fato, ele me convidou para jantar, eu vou crer no fato - logo, trata-se de fé, pois ele fez a afirmação. Portanto, nos assuntos espirituais, devemos ter a Palavra de Deus antes de crermos. Não nos contemplamos sendo crucificados por Deus, pois isso foi realizado pelo próprio Deus. Assim, precisamos que Ele nos diga que fomos crucificados e, então, creremos nisso.

Por que sabemos que a Palavra de Deus é verdadeira? Porque o que Deus realizou é verdadeiro. O que Ele diz simplesmente reflete o que Ele já consumou. Para melhor ilustrar o que digo, suponhamos que eu tenha ido a determinado parque ontem. Hoje, eu lhe digo que estive no parque ontem. Uma vez que a visita ao parque foi real e verdadeira, o que falo a respeito dela também é real e verdadeiro. A obra de Cristo está consumada, e a Palavra de Deus nos diz o que Cristo realizou. Portanto, cremos nela, e ela passa a ser nossa. Não precisamos fazer nada além de crer na Palavra de Deus. Sem ela, não pode haver fé.

Fé é crer na Palavra de Deus. É a coisa mais difícil que alguém pode fazer, mas é, ao mesmo tempo, a mais fácil. Isso é paradoxal? Sim, mas se trata da pura verdade. Com freqüência, não conseguimos crer. Entretanto, no momento em que cremos, tudo nos pertence. Esse fato é comprovado pela própria experiência.

Certa vez, J. Wilbur Chapman pregou em Xangai, e seu trabalho foi bastante eficaz. Embora, em determinado ponto de sua carreira, ele já fosse doutor em teologia, Chapman não era salvo. Uma vez, depois de um culto, D. L. Moody convidou-o para conversar. "Dr. Chapman, o senhor é um cristão salvo? O senhor pertence a Cristo?" "Não ouso dizer que sou, embora eu espere pertencer a Deus", respondeu Chapman. Então, Moody leu João 3.16 com ele. No final da leitura, Moody perguntou-lhe novamente: "Dr. Chapman, o senhor é um cristão salvo? O senhor pertence a Cristo?" Ele ainda respondeu: "Não ouso dizer, mas espero muito pertencer a Deus." Em seguida, Moody leu João 3.16 mais uma vez.

Depois de terminar a leitura pela segunda vez, ele olhou para Chapman seriamente. Chapman sentiu-se tão constrangido com o olhar de Moody que resmungou em voz alta: "Eu realmente espero poder dizer que pertenço a Cristo." Então, Moody falou com grande sinceridade: "Dr. Chapman, o senhor sabe de qual Palavra está duvidando?" De imediato, Chapman despertou para a realidade e percebeu que estava duvidando da Palavra de Deus.

Mais tarde, ao longo de toda a vida, Chapman passou a testificar que tudo o que Deus havia dito destinava-se a ele. Inicialmente, ele achava que precisava fazer o melhor a fim de ser qualificado para entrar no céu. Porém, percebeu que Deus havia dito: "Quem crê no Filho tem a vida eterna" Jo (3.36), isto é, todo aquele que crê tem a vida eterna.

Reconheçamos o fato de que Deus já realizou todas as coisas em Cristo. Portanto, cremos e, logo, tomamos posse. Crer na Palavra de Deus nada mais é do que crer exatamente no que Deus declarou.

Nos Estados Unidos havia um homem que exercia o cargo de presidente de uma escola bíblica. Ele havia conseguido superar muitas coisas na vida, mas era incapaz de vencer quatro ou cinco pecados que cometia repetidas vezes. Ele confessou que sua existência era uma história de contínua confissão. Um dia, este homem leu Romanos 6.14: "Porque o pecado não terá domínio sobre vós; pois não estais debaixo da lei e sim da graça." Após ler o versículo, fez a seguinte oração: \\\'\\\'A Tua Palavra diz que o pecado não terá domínio sobre mim, mas minha situação atesta que o pecado tem tido domínio sobre minha vida. Porém, eu creio, hoje, em Tua Palavra e, assim, declaro que já venci meu pecado." A partir de então, quando uma das mesmas tentações cruzava seu caminho, ele ainda caía se olhava para si mesmo. Todavia, sempre que confiava na Palavra de Deus e dizia ao Senhor que Sua Palavra não poderia ser falsa, ele experimentava a vitória. Foi assim que este homem teve uma vida vitoriosa. Eis a coisa mais importante que você deve guardar: a Palavra de Deus. Se você olhar para si mesmo, será tão corrupto como era antes. Se você olhar para o ambiente em que vive, a vida e a convivência serão tão difíceis como sempre foram. Contudo, se você crer na Palavra de Deus, conseguirá vencer.

Havia uma mulher muitíssimo fraca fisicamente. Ela era mãe de um rapaz de 16 anos perverso e incontrolável. Um dia, ela orou a Deus: "Não posso suportar mais esse fardo tão pesado. Por favor, concede-me uma promessa." Então, esta mulher recebeu o que havia pedido em Filipenses 4.6, 7: "Não andeis ansiosos de cousa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus." Ela creu que aconteceria o que Deus tinha falado. No entanto, seu filho continuava indo de mal a pior.

Um dia, ela subitamente foi notificada pela polícia de que o seu filho estava no posto médico, pois havia sido atropelado por um carro. Ela foi até lá e encontrou-o sangrando. Seu marido, que também a acompanhara, desmaiou ao ver o filho todo machucado. Logo, os outros parentes chegaram. No entanto, todos tentavam imaginar por que ela continuava a sorrir em uma circunstância como aquela. Será que o coração daquela mulher era duro demais? "Não", disse ela, "pois Deus prometeu, em Sua Palavra, que me daria a paz que excede todo o entendimento. E, hoje, cruzei com esse acidente, mas recebi a paz que excede todo o entendimento. Por isso é que estou calma". Fé é apoderar-se da Palavra de Deus.

Se eu encontro um paciente e lhe pergunto como está, ele pode responder-me, dizendo acreditar que Deus irá curá-lo no fim das contas. Entretanto, sei que Deus não irá curá-lo, pois ele não tem a Palavra divina. Certo irmão era míope e pretendia comprar um par de óculos. Alguém o aconselhou a crer em Deus em vez de usar óculos. Então, ele chegou à conclusão de que sua fé era mais forte do que a das outras pessoas e orou. Posteriormente, foi convidado para pregar o Evangelho. Ele pensava que sua visão seria restaurada depois que pregasse e até me pediu que orasse com ele. Eu lhe disse, com toda a franqueza, que o Senhor não o curaria, e ele perguntou por quê. Respondi que ele não tinha a Palavra de Deus, e, portanto, sua fé não era fé, mas sentimento. O que ele professava ter era, na verdade, esperança, e não fé. Como alguém pode crer se a Palavra de Deus não está presente em sua vida?

A obra de Cristo é verdadeira - embora o mundo inteiro vá perecer se não tiver a Palavra de Deus. Com a presença da Palavra, porém, nem o mundo todo é capaz de derrubar aquilo em que você e eu cremos. Certa vez, há muito tempo, nosso Senhor havia ordenado a Seus discípulos da seguinte forma: "Passemos para a outra margem". Depois, Ele foi dormir na popa do barco. De súbito, formou-se uma grande tempestade de vento, e as ondas se arremessavam de tal forma contra o barco, que este já se enchia de água. Os discípulos acordaram o Senhor, dizendo: "Mestre, não Te importa que pereçamos?" Então, Jesus levantou-se e repreendeu o vento. Quando o vento se aquietou, houve grande bonança. Depois, o que Jesus disse aos discípulos? "Por que sois assim tímidos? Como é que não tendes fé?" (veja Mc 4.35-41). Uma vez que o Senhor havia ordenado que passassem para a outra margem, Ele seria responsável por qualquer coisa que acontecesse durante a trajetória – quer fossem as ondas ou o vento. Não crer no que o Senhor falou é simplesmente cancelar Sua Palavra. Suponha, por exemplo, que eu lhe dê uma nota de dez dólares para ser trocada. Como você sabe que foi designado a receber o valor equivalente ao dinheiro trocado? Pois a quantia correta está impressa na nota de dez dólares. O mesmo se aplica às questões espirituais, isto é, seja qual for a quantia que Deus diz ser, trata-se da quantia exata a ser recebida. Tudo o que Deus fala é verdade. Se o Senhor ordenar-lhe que passe para a outra margem, você passará para a outra margem. Você poderá enfrentar, com coragem, o vento que soprar e as ondas que rugirem e chegará à outra margem mesmo assim, pois crê no que disse o Senhor. Todavia, se duvidar de Sua Palavra, você, na verdade, naufragará em Virtude da oposição do vento e das ondas.

A Palavra de Deus é verdadeira. Ainda que as circunstâncias estejam contra você, a Palavra continua sendo verdade. Quando você tiver problemas no lar, na escola, no trabalho ou até sentir necessidades pessoais, suas orações serão inúteis se você não crer na Palavra de Deus. Você não tem, pois não ora. Você ora, mas não tem, porque não crê na Palavra de Deus (cf. Tiago 4.2, 3). É perda de tempo orar sem crer na Palavra. A fim de receber da graça divina, é necessário guardar Sua Palavra. Você crê, e Deus realiza. Sempre que algo confrontá-lo, você deverá pedir que o Senhor lhe dê uma palavra. Então, com esta palavra, você será capaz de superar qualquer problema. Ter a Palavra de Deus dessa forma é possuir a espada do Espírito. Quase toda a armadura mencionada em Efésios 6 é destinada à defesa. Apenas a espada do Espírito, "que é a Palavra de Deus", destina-se ao uso ofensivo. Tendo a Palavra de Deus, você pode destruir qualquer obstáculo e resolver todos os problemas.

Eu tinha uma amiga que, certa vez, passou por uma situação financeira muito difícil. Durante aquela época, ela lia a Bíblia e orava: "Ó Deus, dá-me uma palavra. Não peço que Tu coloques mil dólares diante de mim, mas que apenas me dês uma palavra." Deus fez com que ela se lembrasse de uma sentença do Salmo 23: "o meu cálice transborda" (v. 5). Naquele momento, ela estava literalmente vazia. Mesmo assim, creu na Palavra de Deus e escreveu o seguinte poema:

Sempre há algo superior
Quando confiamos em nosso gracioso Senhor.
Todo cálice que Ele enche transborda,
Seus grandes rios são todos largos.
Nada estreito, nada poupado,
Sempre do Seu armazém retirado;
Aos Seus, Ele dá medida plena,
Transbordante e eterna.

Sempre há algo superior
Quando, das mãos do Senhor,
Tomamos nossa porção com ações de graças,
Louvando pelo caminho que Ele planejou.
Satisfação, completa e profunda,
Enche a alma e ilumina o olhar
Quando o coração confia que Jesus
Todas as necessidades vai satisfazer.

Sempre há algo superior
Quando falamos de todo o Seu amor;
As profundezas insondáveis sobre nós
                                               [permanecem ainda,
E as alturas inalcançáveis sempre crescem para cima.
Os lábios humanos nunca conseguirão expressar
Toda a Sua impressionante ternura.
Só podemos louvar e imaginar,
E, para sempre, Seu nome bendizer.

Margaret E. Barber

Ela enviou este poema a um amigo. Depois de um tempo, o mesmo lhe respondeu, dizendo: "Quando leio seu poema, imagino que Deus deve realmente tê-la abençoado para que você tenha tanto." Contudo, quem sabia que ela não tinha nem sequer um centavo? Porém, a Palavra de Deus a decepcionou? De jeito nenhum, pois, após dois dias, Deus supriu as necessidades de Margaret, usando um instrumento humano.

Ah! Se você tem a Palavra de Deus, possui uma fonte inesgotável de suprimento! Os corvos suprirão suas necessidades, e a torrente também o sustentará. Até o pouco da refeição de uma viúva será seu bocado (veja I Reis 17). Se, no entanto, não houver nenhum corvo, nenhuma torrente ou nenhuma viúva, Deus abrirá as janelas do céu e lhe mandará o suprimento lá de cima. Isso é fé.

A obra de Cristo está feita, e a Palavra de Deus declara a mesma coisa. Eu creio e, por isso, tenho tudo. O Espírito da Palavra de Deus é o Espírito Santo, que é responsável por fazer com que todo aquele que crê na Palavra de Deus viva a realidade da Palavra. Se você crer, o Espírito Santo o levará a Cristo e a tudo o que Ele realizou. A obra de Cristo está consumada, e a Palavra de Deus é concedida. Todavia, o Espírito Santo não poderá aplicar em sua vida o que Cristo realizou se você não crer.

Por que será que, mesmo quando enxergamos e compreendemos o que Deus realizou em Cristo, ainda não tomamos posse de nossas bênçãos? Porque não temos fé. Podemos dizer que cremos, mas por que será que não recebemos? Eu posso dizer que, na verdade, não cremos, pois, se realmente crêssemos, o Espírito Santo seria responsável por transformar nossa fé em realidade. O conhecimento, por si só, não é suficiente, mas a fé deve ser acrescentada ao saber. Muitas vezes, lemos um capítulo inteiro da Bíblia, e, ainda assim, é bastante provável que não compreendamos um versículo sequer. Falta fé em muitas coisas que fazemos. No momento em que cremos, porém, o Espírito Santo realiza imediatamente, em nós, aquilo em que cremos.

Quando Deus diz: "Haja luz", a luz realmente surge. Qualquer coisa que Deus fala é efetuado no universo. No princípio, Deus falou, e o universo Lhe obedeceu. Hoje em dia, Ele continua a falar, e o universo ainda Lhe obedece, porque toda Palavra de Deus tem poder, e o poder existente por detrás de cada palavra é o Espírito Santo. Quando Deus fala, o Espírito Santo realiza, de imediato, o que Deus falou.

Isso também se aplica aos pecadores que são salvos. Assim que um pecador crê na Palavra de Deus, o Espírito Santo imediatamente lhe concede aquilo que Cristo consumou. O viciado em drogas ou o alcoólatra inveterado podem encontrar libertação se crerem na Palavra de Deus. O vício de fumar ou de beber deixa de existir como se tivesse sido cortado por uma espada. Isso nada mais é do que o Espírito Santo concedendo à pessoa o poder para vencer.

Certa vez, tive um colega de classe que, quanto ao caráter, era muito astuto. Ele conseguia persuadir a classe inteira para fazer o que desejava, pois todos tinham medo dele. Mais tarde, ele se converteu a Cristo e passou a ser meu colega de ministério. Sem conhecer seu passado, ninguém teria imaginado que ele havia sido o tipo de pessoa que foi. Contudo, ele é o que é hoje em virtude do poder da ressurreição.

A maior das maravilhas que existem no mundo é uma pessoa morta poder receber a vida de Deus. No mesmo momento em que uma pessoa crê, o Espírito Santo coloca, dentro dessa pessoa, tudo o que Cristo efetuou. Pode ser que ela diga: "Eu creio" ao ouvir a pregação da Palavra de Deus, ou se sente na última fileira do auditório ou esteja até passando pela rua. No instante em que crê, o Espírito Santo lhe transmite o que Cristo consumou.

Minha responsabilidade foi entregar essa mensagem a você. Será ótimo se você crer no que ouviu. Que Deus opere em nosso meio, fazendo com que creiamos em Sua Palavra exatamente como foi escrito.

Autor: Watchman Nee
Extraído do Livro, Vida Cristã Equilibrada
- Editora dos Clássicos


Saiba mais...
A Importância da Fé
A Prova da Fé

Fé e Bom Senso
Retendo a Fé em um Tempo de Incredulidade