Vitória Sobre o Inimigo

Artigo exibido: 512 vezes

Uma das graças incríveis que recebemos de Deus por meio de Yeshua, juntamente com o perdão dos pecados, a vida eterna e a presença Shekinah do Espírito Santo, é o poder e a autoridade para curar enfermos e expulsar demônios. Embora expulsar demônios seja retratado no mundo do entretenimento como algum tipo de ritual estranho, insidioso e sombrio, na verdade é um acontecimento comum na vida dos verdadeiros seguidores de Yeshua, sendo acompanhado na vida da pessoa liberta por arrependimento verdadeiro e comprometimento de viver uma vida pura e honrosa depois.

Embora seja emocionante pensar na capacidade de expulsar demônios, há também uma guerra espiritual contra as obras do diabo em um nível mais amplo e corporativo. Demônios individuais causam pecado e doença, mas poderes maiores do mal são designados para destruir a comunidade de fé como um todo. Esse ataque corporativo à Eclésia vem em três níveis:

    - Acusando os irmãos
    - Dividindo a igreja
    - Espalhando as ovelhas.

Ironicamente, os mais entusiasmados com a cura e expulsão de demônios são às vezes usados pelo diabo para causar danos muito maiores à comunidade de fé como um todo.
Israel e a Igreja são descritos como uma noiva glorificada que está sob ataque da serpente maligna Satanás (Apocalipse 12). A parte central desse ataque é descrita como a função de ser o“acusador de nossos irmãos …” – Apocalipse 12.10.

Fogo Amigo

Os “irmãos” aqui são naturalmente os nossos companheiros que são crentes em Yeshua. Acusação geralmente vem em forma de fofoca e reclamação sobre a conduta desses irmãos, sob um pretexto aparentemente sincera de querer corrigi-los. E enquanto esses “irmãos” podem ser qualquer membro do Corpo, o ataque demoníaco é mais frequentemente dirigido contra os líderes. Quando nos vemos fofocando e reclamando sobre pastores e outros líderes, existe uma possibilidade de que tenhamos nos tornado um acusador dos irmãos diabolicamente inspirado – sem perceber.

Casa Unida Permanece
O segundo ataque é ainda pior: não apenas acusar os líderes, mas causar uma divisão no Corpo. Ao falar de guerra espiritual, Yeshua disse: “Todo reino dividido contra si mesmo ficará deserto… [ou cairá]” – Lucas 11.17

Às vezes, as pessoas têm tanta certeza de que estão certas que estão dispostas a causar uma divisão no Corpo. O dano causado pela “divisão da igreja” é muitas vezes pior do que o contexto aparentemente correto de causar a divisão. Logicamente, existe uma necessidade legítima de disciplina moral e responsabilização de congregações e líderes. Em caso de pecado, uma separação pode, em certas circunstâncias muito específicas, ser justificada. No entanto, isso não é o mesmo que causar uma divisão por causa de diferenças de opinião.

Melhor Junto
O pior nível de divisão é chamado por Yeshua de obra de ladrão, destruidor ou lobo. Yeshua é o Bom Pastor, mas o inimigo vem para “arrebatar e dispersar as ovelhas …” – João 10.12

Há um engano cada vez mais comum, promulgado por alguns crentes muito zelosos, de que não há motivo para se pertencer a uma igreja ou congregação. Oferecem-se todos os tipos de razão espiritual para esta campanha de mentiras, mas o resultado final é deixar crentes fracos expostos e desprotegidos diante das “portas do inferno” (Mateus 16.18), e dispersar as ovelhas para longe do rebanho e dos pastores.

Assim como devemos ser zelosos em curar os enfermos e expulsar os demônios, sejamos também zelosos em nos opor a ataques demoníacos contra a comunidade de fé como um todo.

Autor: Asher Intrater
Extraído do site da Revista Impacto


Saiba mais...
As Manifestações da Rebeldia no Homem
Não Ameis o Mundo
O Cristão e a Política
O Maná
Pecado e Pecados
Satanás e Seus Ardis - I Parte
Satanás e Seus Ardis - II Parte
Satanás versus Cristo
Vitória Sobre o Inimigo
Vivendo e Julgando em Corinto