Eu, Discípulo?

Artigo exibido: 4087 vezes

Eu, Discipulo?

Textos:

I Tes 5: 23/24 – “Que o próprio Deus da paz os santifique inteiramente. Que todo o espírito, alma e corpo de vocês seja conservado irrepreensível na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. Fiel é o que vos chama, o qual também o fará”

Rom 10, 9-11 – “Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo; pois é com o coração que se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação. Porque a Escritura diz: Ninguém que nele crê será confundido. “

Lc 9:23 - Jesus dizia a todos: 'Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome diariamente a sua cruz e siga-me.”

Introdução:

Em 2004, foi lançado um filme chamado “Eu, Robô”, de Alex Proyas, Com: Will Smith, dentre outros. Gênero: Ficção científica, Ação

Este filme me levou a pensar por muito tempo sobre a questão da nossa diferença para máquinas inteligentes, e qual seria a diferença básica entre o Robô principal do filme (Sonny) e o protagonista (Detetive Spooner – Will Smith), o Robô tem uma espécie de singularidade, ou seja, se sente único, luta por sua liberdade, tem sonhos e desejo de reconhecimento, é sociável e deseja conhecer-se a Si Mesmo, vive conflitos pessoais e na ausência do seu Mestre e Criador (que se sacrifica no início do filme), tudo por causa de VIKI uma forma de inteligência artificial, que estava tomando o controle da humanidade. E a partir deste ponto sugiro que você veja o filme. No filme o Robô firma-se quando ele passa a entender o propósito para o qual foi criado.

Esta minha introdução diz respeito a mim e a você, o filme leva a reflexão de qual o propósito de nossas vidas, e talvez assistindo este filme você seja levado a pensar sobre individualidade e espiritualidade (fato que nos difere das máquinas inteligentes seja hoje e no futuro próximo). Afinal em nós foi implantado, pelo nosso todo poderoso criador, um propósito eterno que não podemos negar, propósito este de natureza espiritual, porém o Ser Humano, na sua ânsia pelo individualismo (é um conceito político, moral e social que exprime a afirmação e a liberdade do indivíduo frente a um grupo, à sociedade e ao Estado)passa por cima destes propósitos e vive uma sensação de frustração, insatisfação e tristezas, a medida que o tempo passa e o vazio interno que existe em cada um não sendo preenchido, porém quando se entende o seu propósito eterno e nele caminha o Ser Humano experimenta a sensação e realidade da satisfação e alegria completa.

No NT, os seguidores de Jesus receberam vários nomes: Irmãos, Crentes, Discípulos, Cristãos (mesmo que apelidados), porém Jesus foi claro, ele chamou 12 discípulos para aprender sobre este grande e eterno propósito.

Dentre estes nomes eu destaco o mais apropriado deles: DISCÍPULOS, e como título desta mensagem pensei: EU, DISCÍPULO?

Tento responder esta pergunta com os textos lidos anteriormente, e entendo que de fato, para todas as nossas frustrações, insatisfações, anseios, problemas, o segredo está no entender o seu propósito, e tornando-se discípulo de Jesus, você terá tudo o que precisa para uma VIDA PLENA e ABUNDANTE (João 10:10) :

1.   Falando sobre O Propósito de DEUS: I Tes 5:23-24

Fomos chamados

  1. PARA: sermos SANTOS completamente,
  2. AONDE: no Espírito, na Alma e no Corpo,
  3. O QUE: Plenamente Irrepreensíveis (sem qualquer possibilidade de repreensão),
  4. QUANDO: Até a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo
  5. COMO: Pela Fidelidade dELE, ELE fará isso em nós

SANTIDADE: indica a natureza de DEUS, Ele é um ser SANTO, separado, auto-existente, amoroso, todo poderoso, onisciente, onipresente; Ele nos Chama para participarmos da SANTIDADE dELE e sermos também SANTOS, só ELE que é perfeitamente SANTO pode nos tornar Santos, ou seja, aqueles que se aproxima dELE.

A SANTIDADE de DEUS leva a condição de resolver os problemas mais íntimos e insolúveis do Ser Humano em 3 níveis:

1º Nível: Espírito (grego: ZOE): É o nível mais fácil de santificação, chamado também de Novo Nascimento, o homem e a mulher ao CRER que Jesus é o Senhor (Rom 10:9,10) – Será SALVO e isso é um presente de DEUS (EF 2:8)

Você que está aqui, que ainda não Nasceu de Novo, se sente perdido, sem salvação, pecador, digno do inferno: eu te convido a refletir e proferir estas palavras de Rom 10:9,10 – Confesse com a sua boca que Jesus é o Senhor e no seu coração creio que Deus, o Pai, o ressuscitou dos mortos, vc será SALVO, instantaneamente, e começará a entender o propósito de DEUS.

No espírito está nossa CONSCIÊNCIA, INTUIÇÃO e COMUNHÃO.

 2º Nível: ALMA (grego: PSIQUÊ): é o mais complicado, pois é uma caminhada diária, escolhas voluntárias pela vontade do Senhor e não a sua, Jesus chama isso em Lucas 9:23, de levar a sua cruz diariamente (a cada dia).

A nossa alma é a parte mais complicada para o Senhor SANTIFICAR, pois nela estão nossas VONTADES (Eu Quero), EMOÇÕES (Eu sinto) e RAZÃO (eu penso).

Aqui precisamos exercer nossa vontade para escolher a Deus, ouvindo o Espírito Santo, ao invés de sermos independentes, auto-confiantes, cheios de justiça própria, e de orgulho.

Os exemplos bíblicos demonstram sempre vidas sendo tratadas no sentido da SANTIDADE (na ALMA), por que tinham vontades FORTES, sendo quebradas afim de que o SENHOR crescesse neles: Jacó, Jó, Pedro, Paulo, por exemplo, dentre tantos.

3º Nível CORPO (grego: BIOS): O Corpo é o último estágio (dividido em CARNE, OSSOS e SANGUE), é quando ele passa de Corpo de Pecado (Rom 6:6) para Instrumento de Justiça (Rom 6:13) e finalmente se veste de incorruptibilidade quando provarmos a redenção do nosso corpo na volta do SENHOR com nossos corpos glorificados.

2.   Eu, Discípulo?

Nosso Chamado é para sermos Discípulos, nossa missão é pregar o evangelho, porém se não somos discípulos como seremos SERVOS? E sendo Servos precisamos sermos fiéis no pouco para que possamos ser colocamos no muito (Mat 5:21)

Sendo discípulos do Senhor vamos provar de vitórias nas nossas vidas, e a nossa ALMA, verá sua VONTADE, EMOÇÕES e RAZÃO sendo totalmente convertidas a ELE (Fil 2:12,13 e I Pe 1:8,9, Fil 1:6)

Segundo Austin Sparks: A palavra Discípulo tem uma designação dupla: Diz respeito a nós (crentes) e ao próprio Senhor.

A nós: Somos discípulos por que devemos aprender e praticar o que aprendemos, foi assim com os discípulos de Jesus, e tem sido assim com tantos irmãos e irmãs por mais de 2000 anos;

Ao próprio Senhor Jesus: Ele é o discipulador; enquanto esteve em Israel Jesus só teve um assunto para ENSINAR (Voce pode dizer qual é?) – ELE MESMO – Eu Sou... e para toda afirmação de Jesus “Eu sou” Ele trazia a prática: “Eu sou a luz do Mundo” e curava um cego, “Eu sou o pão da Vida” e multiplicava o pão, “Eu sou a ressurreição e a vida” e um morto foi ressucitado.

Ele é a nossa teoria e a nossa prática: tudo que o discípulo faz, faz no nome do seu Mestre.

Conclusão

  1. O meu convite e encorajamento é que você que tem andado sem um propósito definido, creia e confesse Jesus Cristo como Senhor e Salvador da sua Vida (para que o seu Espirito Viva)
  2. Para você que já tem crido no SENHOR, aceite o desafio maior de Carregar a Sua Cruz e negar-se a si mesmo (ALMA-vontade, emoções e razão), escolher a cada segundo/minuto o Senhor, preferindo sempre a vontade dELE à sua, caminhar no caminho da escolha por Ele. (Josué 24:15-25) – Irmãos não pensem que isso é pesado demais pois Jesus é quem fará em nós (I T2s 5:25 e Mat 11:29 a 31)
  3. Aguardarmos ardentemente a volta iminente do Senhor, Heb 10:37- 39 / I Tes 4:14 a 18

 Referências:

  1. Artigo: “A Principal Ocupação de um Discípulo” Austin Sparks (www.preciosasemente.com.br)
  2. Livro: “Discipulados a Cristo”, Stephen Kaung
  3. Livro: “Estágios da Vida Cristã”, Madame Guyon, Jessei Penn Lewis, TC Upham

22/04/2012


Saiba mais...
A Principal Ocupação de um Discípulo
Conhecer a Cristo
Eu, Discípulo?
O Fruto da Vida Crucificada
O Grande Prêmio
O Mistério da Piedade
O Verdadeiro Discipulado Cristão
Seguindo a Deus de Perto
Tomando a Cruz
Tornando-se um Discípulo
Verdade e Liberdade