Como Ser um Esposo ou uma Esposa

Artigo exibido: 3705 vezes

O querido irmão Watchman Nee disse certa vez: “Se alguém desejar ser uma enfermeira, serão necessários alguns anos de estudo. Se alguém desejar ser um engenheiro, ele tem que por vários anos de treinamento. Se você desejar ser um médico, você precisa gastar muitos anos estudando e em treinamento prático. Em outras palavras, todo serviço requer treinamento. Se você não for treinado e preparado adequadamente, você não será capaz de assumir um serviço e fazê-lo bem. Não é estranho esperar, então, que tão logo um homem e uma mulher se casem, o homem saiba como ser um esposo e uma mulher saiba como ser uma esposa sem nenhum treinamento? Automaticamente por estarem nesta posição, eles saberão como ser um esposo e como ser uma esposa? Não é de se admirar que existam tantos esposos e tantas esposas tão inadequados. Eles nunca aprenderam como ser esposos e esposas! Porém, se o esposo ou a esposa realmente estiverem determinados a aprender, após cinco anos eles podem ter sucesso.”

Creio que ao dizer isso, ele queria impressionar as pessoas de forma que vissem que não devemos menosprezar esta questão. Este é o trabalho mais importante da nossa vida. Contudo estamos praticamente sem treinamento, sem preparação. Oh, como os esposos precisam estar diante do Senhor a este respeito. Se estivermos diante do Senhor com respeito a isto, pela Sua misericórdia e graça poderemos ser bem sucedidos diante dEle.

Na Bíblia, há ensinamentos, instruções de como ser um esposo e de como ser uma esposa. Freqüentemente, consideramos as cartas aos Efésios e aos Colossenses como dois dos livros mais espirituais na Bíblia. Por quê? Porque a carta aos Efésios fala da Igreja como o corpo de Cristo, e a carta aos Colossenses fala de Cristo como o cabeça da Igreja, que é o Seu corpo. Estas duas cartas atingem, por assim dizer, o ponto máximo da revelação espiritual. Contudo, nessas duas cartas altamente espirituais, nós descobrimos instruções sobre como ser um esposo e como ser uma esposa. Isso é muito prático. Espiritualmente não é algo que flutua no ar, a espiritualidade precisa ser manifestada no viver prático, como descrito nessas duas cartas. É claro, em I Pedro você também encontra isso. O tema inteiro de 1 Pedro é o reino, e contudo ele também toca nesse assunto de esposo e esposa. Assim, nesses três lugares, descobrimos que as Escrituras nos instruem, nos ensinam como ser esposo e como ser esposa.

Permita-me mencionar uma coisa: eu não sei porque em cada um daqueles livros parece que Deus instrui as esposas primeiro então instrui os esposos. Eu tenho meditado sobre isto. No tocante à ordem de Deus, o esposo é o cabeça da esposa e a esposa é o corpo. Primeiro foi criado Adão, e Eva depois. Mas por que quando o assunto é instrução sobre como ser um esposo e sobre como ser uma esposa, a ordem parece estar invertida em todas aquelas três passagens? Primeiro são mencionadas as esposas e então os esposos. Bem, o que concluí é que provavelmente as esposas influenciam os maridos mais do que os maridos às esposas. Fico imaginando se isso é verdade. O jardim do Éden foi a primeira instância. Não foi Adão quem influenciou Eva, mas foi Eva quem influenciou Adão. Oh, quão freqüentemente, por causa da harmonia na família, o esposo, simplesmente concorda com a esposa. Você descobrirá que provavelmente é por esta razão que a primeira instrução é para as esposas. Em outras palavras, se você tiver as esposas corretas, será mais fácil ter esposos corretos. Eu não sei se isto é bem assim, é apenas uma suposição. Mas você pode meditar sobre isso.

A Palavra de Deus para as Esposas
Naqueles três livros você encontrará o ensinamento de Deus com respeito às esposas, de como ser uma esposa. Em todos os três lugares, Deus enfatiza apenas uma coisa acima de todas. Em Efésios: “Esposas, submetei-vos aos vossos maridos como ao Senhor.” Em Colossenses: “Esposas, sede submissas aos vossos próprios maridos, pois isto é apropriado no Senhor.” Em 1 Pedro: “Esposas, sede submissas aos seus maridos, mesmo se seu marido não é do Senhor.” Em outras palavras, o ensinamento da Bíblia no que concerne a ser uma esposa é a questão da submissão ou sujeição. Este é o ponto principal.

A Bíblia não diz: “Esposas, amem seus maridos.” Parece que é muito natural para as esposas amar seus maridos, mesmo embora isto seja amor natural. Mas para as esposas serem submissas aos seus maridos, requer um amor Divino. Esposas, vocês tem um amor natural em vocês, mas nesse amor natural não há submissão. Para demonstrar realmente que você ama seu esposo você precisa do amos de Cristo em você, porque somente no amor de Cristo, existe esse aspecto de submissão. É submissão que vem do amor, não de uma ordem de comando, não da compulsão, não da força. Mas, como Cristo Se submete-se ao seu esposo. Ela busca adaptar-se ao seu esposo. Ela procura completar e aperfeiçoar seu marido. Ela abre mão de seu próprio desejo. Ela se submete ao seu esposo em amor.

Submissão, nas Escrituras, é mais uma de questão de atitude de coração ou atitude mental. Há uma atitude do coração, uma atitude interior de submissão. Por que submeter-se? Por causa do amor de Cristo. Ao submeter-se ao seu marido, a esposa está submetendo-se ao Senhor. Em outras palavras, a menos que você possa ver o Senhor você não consegue se submeter. Muitas esposas dirão: “Por que eu deveria me submeter ao meu marido?” Por quê? Se você vir o Senhor, então, do mesmo modo que Cristo Se submete a Deus, você se submeterá ao seu marido como ao Senhor. Você tem no Senhor o seu padrão, o seu exemplo, e você deixa que a vida de Cristo no seu interior lhe constranja em amor. Esta é a única maneira de se submeter.

Mesmo em famílias não-cristãs, as pessoas tem esse conceito, de que as esposas devem submeter-se aos esposos. Mas isto é apenas moral. Quando você considera uma família cristã, isto não é algo meramente moral, é algo espiritual. Quando a esposa se submete ao marido isso é algo espiritual porque ela o faz como ao Senhor. Ela vê o Senhor. E ela é motivada e suprida pela vida de Cristo, pelo amor de Cristo no seu interior, e isso é diferente. Ela não tentará conquistar o coração do seu marido arrumando os seus cabelos, usando jóias ou ricos ornamentos. Nesse mundo as mulheres tentam atrair e segurar seus maridos com estas coisas externas. Elas pensam que fazendo estas coisas, podem ganhar o coração dos seus maridos. Mas uma esposa cristã ganhará o coração do seu marido pela beleza do homem interior. Assim, para as esposas, Deus pede apenas uma coisa: que se submetam em amor como ao Senhor. Isto é apropriado no Senhor.

A Palavra de Deus para os Esposos
Novamente você descobrirá que em três diferentes lugares, a ênfase de Deus para o esposo é também uma coisa: amor. Parece até que é como se fosse fácil para os esposos se submeterem às suas esposas. Assim, a Bíblia diz: “Amai vossas próprias esposas como Cristo amou a Igreja e Se deu a si mesmo por ela”. Mais uma vez, aqui, não se trata de amor natural. A palavra amor é ágape, é aquele amor absoluto, aquele amor de Cristo. A menos que o esposo se submeta realmente a Cristo e permita que o amor de Cristo encha seu coração, ele não conseguirá amar sua esposa como Cristo amou a Igreja. Assim, mais uma vez você descobrirá que o padrão é Cristo e o suprimento do poder de amar também é Cristo. Isto é algo espiritual. O esposo não deve exigir o tempo todo. Ele deve se dar como Cristo deu-se a Si mesmo pela Igreja.

Se o esposo aprender a amar e a esposa aprender a se submeter, o esposo não terá necessidade de dizer à sua esposa para se submeter, nem a esposa terá que dizer ao marido que a ame. Em outras palavras, tome a Palavra de Deus para si mesmo, e não tente usa-la para outra parte. Se tanto o esposo quanto a esposa tomarem a Palavra de Deus de coração, com respeito a si mesmos e não esperarem que seja o outro quem comece, mas tentarem começar eles mesmos, não haverá problema.

A Palavra diz: “Esposos amai vossas mulheres” e, negativamente, Deus acrescenta um ponto mais: “Não sejais amargos com elas”. O que significa que algumas vezes o esposo pode exigir demais. Eles tratam suas esposas como escravas, e porque suas esposas não cumprem suas exigências, eles ficam infelizes e até mesmo amargos. Os esposos devem ter maior consideração pois as esposas são vaso mais fraco no sentido de que na sua constituição, no seu modo de ser, elas são diferentes. Portanto os esposos precisam amar e ter mais consideração para com as esposas. Estas são as instruções que encontramos nas Escrituras.

A Necessidade de Ajuste
Finalmente, esposo e esposa devem ajustar um ao outro. Lembrem-se que duas pessoas adultas com anos de experiência, tem os seus hábitos bastante arraigados. Eles tem duas vontades independentes. Para dois adultos unirem-se em um só não é uma coisa fácil, tem que haver muitos ajustes.

Eu vou resumir dizendo o seguinte: primeiro, a família não é um reformatório , é um cadinho de fundição. Não suponha que um esposo possa dizer: “Bem, eu me casei com uma mulher e eu vou transformá-la e adapta-la a mim.” Isto é como encarar a família como um reformatório. Talvez, a esposa tenha a mesma idéia. “Eu vou transformá-lo”. Não, a família não é um reformatório, é um cadinho de fundição. Como vocês podem ser fundidos juntos? Em primeiro lugar, cada um tem de ser derretido. Primeiramente você tem que desistir de si mesmo e não tentar transformar o outro. Ambos precisam ser derretido, ambos precisam negar o seu eu, e então você podem ser fundidos em um só.

Em segundo lugar a família não é um tribunal; é uma escola. Não é um lugar para se discutir quem está certo ou quem está errado, como no tribunal. Não, isto não é uma família. A família é uma escola, para que tanto o homem quanto a mulher possam ser ensinados. Há muitas lições para serem aprendidas. Não há nenhum lugar onde você pode aprender mais lições práticas e espirituais do que em sua própria casa. Nesse ponto é onde os solteiros perdem muitas lições. Em terceiro lugar, a família não é um campo de batalha, é uma oficina. Você não tenta permanecer em posição opostas e guerrear contra o outro. Não, é uma oficina. Vocês trabalham juntos para realizar a obra de Deus. Isso é uma família, e por isso, há muitas coisas práticas que vocês precisam pensar e muitos ajustes que precisam ser feitos.

Como louvamos ao Senhor porque Sua vida em nós é real, prática, objetiva. Sem Ele nada podemos fazer, nem mesmo sabemos como ser um esposo ou uma esposa. Mas para o Senhor, todas as coisas são possíveis. Nós nos lançamos diante do Senhor e oramos para que pela Sua graça e por causa da sua vida nas nossas famílias, a ordem divida possa ser estabelecida. Que haja esse amor e submissão. Que o Senhor seja glorificado em nossas famílias e que a Sua Igreja seja edificada.

Autor: Stephen Kaung
Extraído do livro 'O Propósito de Deus para a Família' do irmão Stephen Kaung da Edições Tesouro Aberto


Saiba mais...
Como Ser um Esposo ou uma Esposa
Culto Familiar
O Propósito de Deus para a Família
Pais e Filhos - A Disciplina dos Filhos
Pais e Filhos - Princípios de Sabedoria
Princípios para Formação da Família