Escolhas e Conflitos na Oração

Artigo exibido: 3434 vezes

“Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto, e... orarás a teu Pai que está em secreto.” – Mateus 6:6

Jesus não diz: “Sonha com o teu Pai em secreto”. A oração é um esforço da vontade. Depois de entrarmos no nosso lugar secreto e fecharmos a porta, a coisa mais difícil de fazer é orar; não conseguimos pôr ordem em nossa mente, e nosso primeiro conflito é o pensamento que vagueia. Nossa grande luta na oração, é vencer os devaneios da mente. Temos que disciplinar a mente e nos concentrar deliberadamente na oração.

Precisamos ter um lugar próprio para orar; mas assim que entramos nele começa a praga dos pensamentos: “Tenho que fazer isto e aquilo.” “Fecha a tua porta!” Um silêncio secreto significa  fechar a porta deliberadamente às emoções e pensar só em Deus. Deus está em secreto, Ele nos vê de Seu lugar secreto; Ele não nos vê como as outras pessoas nos vêem, ou como nós nos vemos. Quando vivemos no lugar secreto, é impossível duvidar de Deus, temos mais certeza dEle de que qualquer outra coisa. Vosso Pai, diz Jesus, está no lugar secreto e em nenhuma outra parte. Entre no lugar secreto, e bem no meio da rotina diária você encontrará a Deus o tempo todo. Adquira o hábito de conversar com Deus a respeito de tudo. Se no primeiro instante em que você desperta não escancarar a porta e deixar Deus entrar, passará o dia todo em um nível bem aquém do ideal; mas escancare a porta e ore a seu Pai em secreto, e todas as suas atividades ficarão marcadas pela presença de Deus.

Autor: Oswald Chambers
Extraído do Livro Tudo Para Ele. Lição do dia 23 de Agosto


PSD 07062010


Saiba mais...
A Cruz na Oração
A Importância da Reunião de Oração
A Oração Simples
A Porta Fechada - A Sós com Deus
As Orações nos Estabelece
Escolhas e Conflitos na Oração
Mateus 16 e as Autoridades Religiosas
Não me abandone, Ó Senhor
O Senhor Deus Onipotente Reina
Orar até Orar de Verdade é o Desafio do Cristão
Um Grande Mistério