A Igreja em Laodicéia

Artigo exibido: 3331 vezes

Tu dizer: Sou rico e de nada necessito,
Porém nu estás, és pobre e cego realmente;
Compre de Mim ouro, puro e refinado pelo fogo,
Ouro que enriquece, extraído do Céu;
Vestes brancas preparei também para ti,
E colírio para teus olhos, para poderes ver;
No mundo te concentraste, apressa-te a arrepender,
Ainda te amo, Meu Coração está inclinado para ti.

Quanto tempo permanecerei batendo em tua porta?
Por quanto tempo deverei implorar por Minhas misericórdias?
Agora mesmo desejo entrar contigo e cear,
Beber contigo do Meu cálice de amor;
Deixe o mundo, aprenda a vencer,
Então terás no Lar, entrada abundante,
Pois aos “Vencedores” eu concederei que assentem
Comigo no Meu trono, pois são qualificados.

Vem, abre teu ouvido outrora tão fechado,
Então ouviras aquilo que o Espírito diz;
“Lembra-te de como teus pais Me tentaram,
E não puderam entrar, nem puderam ver,
Minha Canaã – todas as glórias do Meu descanso;
Por isso teme, para que de preguiça em teu ninho,
Não venhas também a descrer da Minha promessa,
E fracassar em alcançar o teu reinar Comigo.”

Autor: R.E. Neighbour


Saiba mais...
A Igreja em Laodicéia